17 de abr de 2012

Pobre coco!



Pobre coco!


Segundo o Ayurveda, são 3 os sustentáculos (Upasthambas) da vida: o alimento (Ahara), o sono (Svapna) e o controle da atividade sexual (Brahmacharya) e a saúde (Swasthya) depende do uso adequado dessa tríade.

Estamos sempre expostos ao apelo da mídia sobre os "produtos milagrosos" . Hoje a Revista Veja publicou uma reportagem onde relata que o óleo de coco não serve para emagrecer. A matéria se intitula: Óleo de coco: para emagrecer, não passa de bobagem. Foi avaliado a quantidade de gordura saturada presente do óleo, e dito que não existe comprovação científica que o óleo de coco possa reduzir a gordura corporal. Ora, é claro que se o sujeito tomar óleo de coco e comer um hambúrguer com cheddar ele não vai perder peso. 

Mas então quais são as outras propriedades do coco?


É descrito nos Vedas como a árvore do paraíso (Kalpa Vriksha). Teria sido trazida à Terra pelo próprio Lord Vishnu para promover a saúde, a força, a longevidade, a energia, a tranquilidade e a paz. Muito utilizado em poojas nos mais diversos templos. Muito nutritivo, seu óleo é facilmente digerido sendo utilizado pelo organismo mais facilmente que outras gorduras, além de reduzir a acidez estomacal. Possui proteína de alta qualidade, magnésio, potássio, fósforo, sódio e enxofre. Possui várias vitaminas do complexo B e vitamina C; um copo de água de coco é suficiente para fornecer a quantidade necessária desta vitamina/por dia.


Terapeuticamente, a planta apresenta sabor doce e propriedades refrescantes, por isto está indicada para as pessoas com Pitta (fogo) aumentado no corpo. Na Índia, este óleo é utilizado nas queimaduras, eczemas e micoses pela sua propriedade anti-séptica.

É também usado pelas mulheres no Oriente, pois deixa os cabelos saudáveis e bonitos.

A massagem com óleo de coco refresca o calor corporal, pode usar usado no topo da cabeça em dias muitos quentes para evitar o calor nesta região, e ainda auxilia o corpo a absorver mais Prãna (energia) do ar. 

Mas o que vende??? Milagre, isso vende! E pior, por pressão da indústria algo tão sátvico como o óleo de coco pode se tornar um inimigo, assim como aconteceu com a nossa querida Kumari. O suco de aloe vera  foi retirado do mercado por suspeita de ser cancerígeno. Precisamos ter muito cuidado com o aquilo que lemos, com a fonte das informações e principalmente com as nossas atitudes.

O que precisa ser mudado é a forma como nos relacionamos com a comida. O corpo precisa de nutrição para formar os tecidos (dhatus) e produzir imunidade (ojas). Não podemos colocar no alimento o alivio de todas as nossas frustrações, ou na comodidade de se tomar uma simples cápsula, a forma ideal de perder peso. Para isso é preciso ter uma dieta equilibrada, e principalmente uma mente estável. 

A ignorância (avidya) é o grande causador das doenças, pois não buscamos conhecer e entender aquilo que estamos ingerindo. Para isso existe esta linda e milenar medicina, que vai a fundo, que transforma a maneira como nos relacionamos com o mundo, só assim seremos felizes, não sei se magros porque isso depende da nossa constituição, mas o que importa é ser saudável, inteligente, consciente e ético, isso sim, é a verdadeira beleza.

Como comer é um ato sagrado, apresento à oração a Annapurna, a Deusa das Colheitas.

annapurne sadapurne sankarapranavallabhe
jnanavairagyasiddhyartham bhiksam dehi ca parvati

Ó Parvati, consorte do Senhor Shiva, sempre plena,
preenche a todos com seu alimento, permita-me ter
sempre o alimento necessário e poder alcançar
conhecimento e desapego


PS: Esta foto foi tirada em Pondicherry pela minha grande amiga Larrisa Weisen, em uma de nossas aventuras pelo Sul da Índia. O coco é a forma de sustento de muitas famílias. Digamos que algo bem mais nobre do que apenas produzir o emagrecimento!

Namastê!



Um comentário:

  1. Ola' Barbara, gostei muito do teu blog e espero que tu continues escrevendo,pois aprendi muito contigo. Pratico yoga tb e gosto muito de ler sobre alimentação saudavel. Um abraço

    ResponderExcluir